3 Dicas Para Utilizar Dados Quantitativos e Qualitativos

Dados são informações preciosas que fazem empresas como Apple, Google e Amazon lucrarem muito. Mas você sabia que também pode utilizá-los? O mais importante, você sabe quais são eles? 

Para criar suas estratégias as grandes empresas usam de duas categorias de análises, sendo elas  qualitativa e quantitativa. Antes de criar uma estratégia efetiva que pode aumentar seus lucros é importante compreender o que são esses conceitos e como cada categoria de dado pode ser usada e interpretada.

1. Dados Qualitativos

O dado qualitativo se refere à qualificação ou a qualidade determinada coisa, ou situação. Na prática, é uma informação que demonstra características que podem ser compreendidas mais facilmente quando são expressas em palavras invés de números, proporcionando uma perspectiva mais humana aos resultados da pesquisa.

 

Um bom exemplo pode ser coletado em pesquisas de mercado, através da aplicação de questionários, esses dados podem ser: sentimentos, sensações e até impressões de cada um dos entrevistados a respeito de determinado assunto.

2. Dados Quantitativos

O dado quantitativo é aquele que pode ser mensurado, ou seja, ele permite uma análise que pode ser traduzida em números. A importância desses dados se dá pelo fato da utilização de números facilitar a visualização de resultados, assim é possível entender a dimensão de um cenário além de oferecer a possibilidade de quantificá-lo.

Seguindo o exemplo da pesquisa de mercado, a pesquisa quantitativa pode mostrar o quão satisfeito o cliente está em relação a um produto ou serviço e o quanto ele recomendaria ou o quanto o cliente consome da marca X, Y ou Z.

3. Como obter os dados

diversos métodos para a obtenção desses dados, que resultarão em informações detalhadas sobre o tema de interesse do empresário. Estes são alguns exemplos:

Para a obtenção dos dados quantitativos:

  • Base de dados: É possível encontrar inúmeras na internet, mas em sua maioria são pagas.
  • Google trends: Ferramenta do Google possibilita ver de forma numérica o quanto um produto ou marca é pesquisada.
  • Google analytics: Com essa ferramenta é possível olhar seu site, analisando coisas como taxa de engajamento, cliques e conversão de “leads”.
  • Pesquisa: Você pode contratar ou  realizar uma pesquisa, podendo ela ser com seus clientes ou possíveis clientes. 

Para a obtenção de dados qualitativos:

  • Entrevistas: Conversas individuais que se aprofundam no tema em questão.
  • Perguntas abertas de pesquisa: Uma caixa de texto em uma pesquisa que permite que o respondente expresse sua opinião sobre o assunto em questão de maneira livre.
  • Estudos de caso: Histórias de clientes coletadas em entrevistas aprofundadas.

4. Como utilizá-los para sua estratégia de marketing

Em uma estratégia de marketing, ambos são necessários, tendo em vista a subjetividade dos dados qualitativos e a fácil mensuração dos dados quantitativos. 

O uso desses dados mudará conforme o objetivo da pesquisa, seja ela a análise da imagem da sua empresa, satisfação dos colaboradores ou até o engajamento de usuários no seu site. Aqui estão algumas dicas de como utilizá-los: 

  • Sempre buscar usar os dados que são relevantes para o que se busca obter: Saber quais são as dores e as necessidades do nosso público-alvo para que a estratégia foque na resolução desses problemas.
  • Utilizar ferramentas e recursos: Existem ferramentas de automação de marketing que são extremamente úteis para realizar a análise de dados qualitativos e quantitativos. Elas oferecem funcionalidades que permitem monitorar, por exemplo, a taxa de abertura de Email Marketing, quais botões foram clicados em uma landing page e muito mais.
  • Utilizar técnicas e métodos:  As análises não precisam ser utilizadas separadamente, pois elas se complementam em diversas situações. Porém, sempre fica a critério do dono desses dados o que será feito.

5. Como a ADECON obtém os dados em sua pesquisa de marketing

As pesquisas de marketing da ADECON são realizadas por questionários, os quais são elaborados de modo a atender uma necessidade do cliente, por exemplo, saber como sua marca é observada pelo mercado, saber o impacto ou demanda de um produto, qual seria o melhor local para abrir o seu negócio. Essas e outras perguntas podem ser respondidas em nossas pesquisas.

Em sequência a elaboração do questionário, aplicação e obtenção dos resultados, os assessores analisam os dados obtidos e logo em seguida realizam os cruzamentos necessários ou solicitados pelo cliente, visando compreender melhor as respostas e extrair o máximo de informações. Por meio do cruzamento de dados é possível entender melhor aspectos como comportamento do cliente, impacto do produto no mercado, dentre outras perguntas que sejam pertinentes para o empresário.

Após a análise dos dados qualitativos e quantitativos, nós conseguimos traçar planos de ação assertivos, assim aumentando a probabilidade de sucesso do cliente no mercado.

Se quiser saber mais sobre pesquisa de mercado, não deixe de dar uma conferida no nosso e-Book: 6 passos para realizar uma pesquisa de mercado.